Itanhaem 2017 muito mais que noticias.

Deputados federais da Baixada também estão na mira de investigações

Por: Litoral 24 horas 12/04/2017 12:15

Deputados federais da Baixada também estão na mira de investigações

Dois deputados federais da Baixada, Beto Mansur (PRB-SP) e João Paulo Papa (PSDB-SP), são alvos de inquéritos da Procuradoria-Geral da República, que tiveram como base as delações dos 78 executivos e ex-executivos da Odebrecht. 

 

O ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato na Corte, determinou a abertura de investigações contra oito ministros, 25 senadores e 39 deputados, incluindo os dois ex-prefeitos de Santos.

 

Conforme os despachos de Fachin assinados no último dia 4, ambos parlamentares estão na mira por supostas irregularidades em doações de campanha citadas nos depoimentos do ex-presidente da Odebrecht Infraestrutura, Benedicto Barbosa da Silva Júnior, e do ex-diretor superintendente da Odebrecht Infraestrutura em São Paulo, Luiz Antônio Bueno Júnior.

 

No caso de Mansur, o Ministério Público Federal (MPF) apontou que ele recebeu R$ 550 mil, dos quais R$ 300 mil são oriundos da equipe de Hilberto Silva, apontado como líder do setor de Operações Estruturadas da Odebrecht, o Departamento da Propina da empresa.

 

Os R$ 250 mil restantes vieram por meio da doação oficial realizada pela Agro Energia Santa Luzia S/A. 

 

Um dos depoentes citou ainda que Mansur “poderia ser importante, haja vista os interesses da companhia em expandir seu campo de operação na cidade de Santos”, onde foi o chefe do Executivo de 1997 a 2004.