Itanhaem 2017 muito mais que noticias.

Petrobras: produção de petróleo bate novo recorde - quase 3 milhões de barris

Por: Litoral 24 horas 17/09/2015 12:06

Petrobras: produção de petróleo bate novo recorde - quase 3 milhões de barris

Aí o "fracasso" da Petrobras e do pré-sal.
 
Aí a Petrobras que "não consegue dar conta".
 
A cada mês, um novo recorde de produção, suprindo a energia necessária à economia brasileira.
 
A velocidade com que a Petrobras vem explorando os novos poços do pré-sal já bateu todos os recordes internacionais. Ou seja, é a melhor companhia de petróleo do mundo.
 
E tem gente que pretende entregar esse tesouro às multinacionais, que tem um custo maior (ou seja, pagarão menos impostos) e menos know how de produção (produzirão menos).
 
Uma pena ainda que queiram transformar a necessária investigação contra a corrupção na estatal, investigação essa que começou após a demissão, pela presidenta Dilma, da maioria dos corruptos, numa conspiração midiático-judicial com vistas a aplicar um golpe de Estado.

"
No mês de agosto, a nossa produção de petróleo e gás natural, no Brasil e no exterior, atingiu a marca de 2,88 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), um recorde histórico, 0,8% superior ao recorde anterior de 2,86 milhões boed alcançado em dezembro de 2014. Esse volume é também 4,5% maior que o registrado em agosto de 2014 (2,76 milhões boed). Em relação ao mês anterior (julho), houve um crescimento na produção de petróleo e gás natural de 3,1%, quando foram produzidos 2,80 milhões.
 
A produção total de petróleo e gás natural no Brasil foi de 2,69 milhões boed, 3,1% superior ao mês anterior (2,61 milhões boed), representando também novo recorde de produção nacional (0,6% superior ao recorde anterior de 2,67 milhões boed atingido em dezembro de 2014). Vale destacar que a produção total que operamos no país, incluída a parcela operada para empresas parceiras, ultrapassou pela primeira vez os 3 milhões de barris de óleo equivalente por dia, atingindo 3,01 milhões boed. Nossa produção de petróleo foi de 2,21 milhões bpd (3% acima dos 2,14 milhões bpd produzidos no mês anterior), constituindo-se, assim, a segunda melhor marca histórica.
 
O crescimento reflete a entrada em operação em 31 de julho do FPSO Cidade de Itaguaí, ancorado em Iracema Norte, área localizada na porção noroeste do campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos. Essa plataforma tem capacidade para processar diariamente 150 mil bpd de petróleo e 8 milhões de m³/dia de gás natural. Adicionalmente, a retomada da operação de plataformas que estavam com paradas programadas para manutenção também foi um fator que contribuiu com o bom desempenho do mês.
 
A produção de gás natural no Brasil, excluído o volume liquefeito, também apresentou novo recorde de 77,2 milhões m³/dia (3,6% acima do mês anterior).
 
Novos recordes no pré-sal
 
Na área do pré-sal, foram atingidos dois novos recordes: o de produção diária que operamos, com volume de 896 mil bpd registrado em 19 de agosto; e o de produção mensal que operamos, que alcançou 859 mil bpd no mês.
 
Produção de óleo e gás no exterior
 
No exterior foram produzidos 192 mil boed, 3,8% acima dos 185 mil boed produzidos em julho, devido, principalmente, ao retorno das operações da plataforma do Campo de Saint Malo, no Golfo do México norte-americano. A produção de petróleo foi de 101 mil bpd, 5,2% acima dos 969 mil bpd produzidos em julho e a produção média de gás natural no exterior foi de 15,4 milhões m³/dia, 1,9% acima da produção de julho, que foi de 15,1 milhões m³/dia."